quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Fotografia E Experiência Estética

Fotografia e experiência estética: a superação do efêmero no fotojornalismo contemporâneo
Ana Elyzabeth de Araujo Farache

http://repositorio.ufpe.br:8080/bitstream/handle/123456789/2898/arquivo1865_1.pdf?sequence=1&isAllowed=y

"A presente dissertação faz uma reflexão sobre a relação entre fotografia jornalística e experiência estética, partindo da análise de uma das imagens produzidas em 2004 durante o massacre em uma escola de Beslan, na Rússia, e distribuída mundialmente pela agência Reuters. Apoiada na minha própria experiência e na repercussão causada pela imagem em tantas outras pessoas, destaco que, em determinadas circunstâncias, a fotografia jornalística produz um sentido que extrapola os limites mais imediatos do racional. Assim, foram investigados e configurados elementos presentes na imagem fotográfica passíveis de estimular o espectador a uma experiência estética. Uma experiência que suplanta a rotineira e que é capaz de nos tirar do entorpecimento no qual nos encontramos, tão frequentemente, diante da proliferação e banalização midiática da imagem, verificável no contemporâneo. Nesse caminho, detive-me em conceitos como os de tragédia e catarse, nos estudos da estética, memória e imaginação, e, ainda, na reflexão sobre a perplexidade humana diante da morte. Persegui, então, nas diversas imagens selecionadas, as associações de elementos que intensificam a produção de um sentido que reverbera, mais intensamente, no nosso mundo interior."




Uma dissertação que desafia a nossa avaliação da vida e da morte e dessa forma da importância de alguma fotografia ou dos nossos próprios discursos em torno desta ou daquela fotografia. Dos nossos discursos perante a vida e a morte. A fotografia da "Mãe de Beslan" que tocou Ana Farache não é a minha escolhida, aqui fica a que eu escolhi. Os interessados encontrarão a fotografia referida por Ana Farache no contexto da sua dissertação.

Sem comentários: